Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

O Recanto da Gata

O Recanto da Gata

[Crónicas do Maravilhoso Reino Saborum Latinorum] CAPÍTULO VI - Smeagel, oh my lovely and precious, o Reino do Zumba....e outras histórias do Reino Encantado...

Há tempos imemoriais em que o Reino estava mergulhado numa profunda reflexão filosófica: Ser ou não Ser, o Saber, ou não- saber, o dançar kizomba, Som Cubano, SALSA, Coentros, Cominhos, e até Gengire (bahhhh!)...bem tudo isto mexia com os cérebros, cerebelos e bolbos raquidianos dos súbditos deste Reino. A Imperatriz Graça, não entendia tanta incerteza e gritava pelos corredores: dançar é dançar...dancem tudo, criaturas indecisas!

Mas é preciso relembrar que em frente a cada grupo de malucos, extasiados, frenéticos dançarinos, estava um ser divino de Graça feito, imbuído de luz provinda do Sol e da Lua, já que a conta da EDP era demasiada... Imaginem aqueles duendes, faunos, elfos, cada um pra seu lado saltitando! Era a loucura...e disso não queremos neste Reino tão atinadinho (aldra!!!).

Um desses seres, que muito estranhamente está em todos os salões ao mesmo tempo, pois do dom da ubiquidade, da tribiquidade ou até da quabitridade, ele é portador..é o nosso já conhecido Smeagal - o mais querido Elfo do Reino que não pisa o chão, e por quem o chão nutre uma profunda irritação"...é um nome estranho, mas o que não o é neste Reino? Há alguns séculos atrás já vos descrevi pormenorizadamente como levitam os seus pés mágicos, como saltitam as suas pernas infinitas, como volteiam seus braços ...mas há uma questão que inquieta as gentes do Reino: quem já se atreveu a olhá-lo nos olhos?

É muito, muito perigoso! Os olhos deste Elfo Encantado levam-nos às profundidades dos tempos longinquos em que tudo era magia branca (com alguma preta à mistura), os duendezinhos Rodrigo e Miguel, podiam brincar nas ruas do Reino sem bruxas más e verrugosas (Vergonha Paula Cardoso!) a persegui-los, e todas as pedras da rua nos sorriam e cumprimentavam! E quem se atrever a olhar bem de frente para aquele olhos meios esverdeados, meio azulados, cintilando com pós mágicos contendo uma parte de.todas as cores do universo vai ficar encadeado para sempre! E entreverão maravilhosos prados verdejantes, montanhas majestosas que se erguem com céus azuis pendendo sobre elas, oceanos profundos onde coabitam toda a espécie de fauna e flora rica, colorida, variada...E sentirão um incrívell calor emanando daqueles olhos - o calor do infinito amor, da inoxorável amizade e solidariedade pelos outros seres...e por todos os dançarinos de todos os reinos!

Eu olhei...eu atrevi-me...e fiquei... como vocês sabem! Porque enquanto tentava entender os milhões de mensagens que aquelas meninas dos olhos que dançavam levianamente à minha frente, desafiando-me...DE REPENTE...O REINO PAROU...A TERRA GIROU EM SENTIDO CONTRÁRIO...E ENCONTREI-ME NUM MUNDO PARALELO: O MUNDO DO ZUMBA!

E ZUMBANDO todos estavam: porque zumbar em frente ao Precious Smeagal é uma experiência para além do transcendental: seres frenéticos trepam as paredes (lá está, ela ...sim a Maria Manuel, estando seu duendezinho mais uma vez abandonado e quiçá à mercê da bruxa malévola - Paula, o Rambo José Manuel, está-te vigiando...cuidado com seus poderosos ataques, sua peste!), sobem até aos tectos, serpenteiam em cima do varão (anaconda, vais ter muita comidinha de carnes frescas e...suadas...bah!), saltam, ressaltam, tressaltam...todo o Reino treme...os seres da Floresta Mágica fogem a esconder-se...deuses do Olimpo, que se passa??
O Elfo Jhony "o que tem olhos mais verdes que toda a natureza junta" que tranquilamente andava a fazer a ronda, acompanhado desta vez pela sua Carocolinhos Dourados...uma donzela que o levou à loucura de tanta vez que canta "sou caracolinhos dourados e moro na floresta, conheço as casas todas...só não conheço esta", e descaradamente, contra todos os pricipios morais e imorais do Elfo Johny, entre em todas as casas devorando todas as papas que encontra, pois teve que parar uma tartaruga que com tanta trepidação se ia estranbalhando contra um alto arcipreste...e acabou por convidar a sua caracolinhos para irem para trás de uma moita...bem, claro que para fazerem a desinfestação dos escaravelhos e afins que por ali andavam...(o que estavam a pensar que eles iam fazer para trás da moita, cabeças de Hobbits doentios?)...e lá andavam eles de lata de "dumddum...não escapa um" desinfestando a Floresta...enquanto tudo, mas tudo continuava a trepidar.

Este ZUMBAR não pode acabar bem! Com tanta tremedura...há elfos, fadas, faunos que, de repente, se transformam em pequenas poças de água mal-cheirosa no chão do Salão Encantado. O que vale são os tais buracos...que servem de respiradouro aos seres que na escuridão habitam...mas também de sorvedouro para este líquidos maléficos. Outros duendes...sofrem uma transformação ainda mais radical (sim, no ZUMBA tudo é radical...) e, por um processo fisico ou quimico ou analógico, passam directamente do estado sólido (alguns muitos e muitos Kilos de solidez...) para o estado GASOSO...e pairam quais nuvens de enxofre mal-cheiroso pelo Salão, invadindo locais recônditos como vestiários (local onde se fica nu...imaginem!), casas de banho (banho? nunca se viu...), mas deixando um rasto de cheiro maléfico por todo lado. Desaparecem, sim...e que importa? Ninguém se apercebe...porque se AGORA se atreverem a olhar os olhos do carequinha Smeagal...não se atrevam...porque petrificados ficarão!

Naqueles olhos, que de repente se tornaram negros, carregados de mistérios insondáveis, perspassam agora imagens de milhões de anos de história da dança, e biliões de dançarinos em todo o mundo. E quadros de Degas, de Picasso, sinfonias de Ludwig Van Beethoven, de Vivaldi...tudo isso aquele olhar contém. Ninguém o pára, ninguém o aguenta...porque ninguém é ALGUÉM COMO ELE, O NOSSO SMEGAL, PRECIOUS, MY PRECIOUS.

E O Reino continua enlouquecido...começou a loucura, como pará~la? Agora surge em cena a lindérrima, doce, suave (só até começar a darem-lhe as tremuras,,,), Jessica Pocahontas, e seu ajudante de campo o intrépido Tiago 007...ninguém percebe que dizem...mas trazem ramos e mais ramos de SALSA! Uns preferiam Coentros, cerifólio, hortelã-pimenta...mas eles batem o pé: NÃO, ELFOS DO RAIO...SALSA SERÁ!

Mas não pensem, senhoras e senhores, meninas e meninos, que por aqui ficará a Salsa...e o Fauno que não pára de contar (um.dôs,tês, xinco,xeis, chéte??"..ah pois, também ele é UM ADORADOR DE SALSA!

Então vamos adorar a Salsa! Façamos saladas, sobremesas, requintados pratos...mas salsemos! Muitos seres estranhos surgem nesta dança! Ui...diria dos mais estranhos que pululam no Reino!

Uma tal de Bárbara Santos, vulgo Barabarela, veste roupas coladinhas, tão coladinhas que parecem a super-cola que "cola cientistas ao tecto"...bem...muitos duendes estão mortinhos por ficarem lá colados e nem se queixariam a ninguém. Embora um novo pormenor tenha aterrorizados os salseiros...ela tem a cabeça de COBRE! E a sua companhia, que fica muito sentadinha observando, conjecturando, verificando se algum elfo já se colou àquela colante cola(dizem as boas línguas que ela traz um pau de baseball no saco...elfos que se atrevam a colar-se, serão à pancada descolados...)..pois também ela surgiu com cabeça de COBRE feita!! Deuses que se passa?? Há muitos potes e panelas de cobre no covil daquelas donzelas?

E a Branca de Neve, disfarçadamente chamada de Ema, uma Fadazinha leve, levissima, que chega ao reino transportada por um brisa suavissima, tal é a sua leveza e transparência...sim, que por vezes olhamos para o sítio onde ela está...e só se vê vidrinhos transparentes e tão, tão leves...Conta-se que ela vive com os Sete Anões (sortuda!) que tudo lhe fazem, tudo lhe tratam de tal forma que aundo ela quer beber uma bebida chamada Sevenup...é só gritar para eles: SEVEN...e eles todos ao mesmo tempo: UP! E já estão de pé!

Mas sabem que a Pocahontas Jessica tem um segredo negro, muito negro? Ninguém percebia como dançava ela assim a SALSA...até aqui a cronista descobrir que ela vive na GRUTA DE ALI_BABÀ! Sim, já espreitei...por todo o lado, reliquis de ouro cobrem aquela gruta defendida com unhas, dentes, pontapés pelo seu progenitor Jorge Males Jorge Males (percebem agora o nome a dobrar? é para lhe dar mais força e assustar os invasores!) e sua progenitora Maria Fernandes...ah, pois! Eles têm tapetes voadores que colocam muito disfarçadamente debaixo dos pés...e toda a família dança, salseia, como se sabe . reparem na destreza da doce Cintia (bem, dizem as bocas que ela por vezes é danadisisma...ahahah...faz ela muito bem)...mas...e aquele pequeno gnomo que elas guardam religiosamente na Gruta...o que todos querem dar um trinquinha de tão fofo?? Pois esse, sabe aqui a cronista, é o único que não usa tapetes voadores! Pasmem: ele voa sózinho! /e bergonha das bergonhas...há uma semana ensinou uns passos aqui à cronista...NINGUÉM NUNCA SE ATREVEU...QUE O DIGAM OS HOBBITS DO REINO QUE MUITO TENTARA, E NUNCA CONSEGUIRAM DOBRÁ-LA...E ELE, O PEQUENO GNOMO...FEZ DELA GATO-SAPATO...sim, dentro dos sapatos ela usa um gato...por isso arranha tanto!).

Mas...por hoje chega! Já Zumbaram, já Salsaram...descansem gentes do Reino danadas! Ainda temos que descobrir onde meteo o ANEL mágico o Fauno Sábio Sabino...e onde está escondida a cristaleira que contém o sapatinho de cristal da desesperada Cinderela Susana! E...a anaconda? estará de boa saúde...continuará a comer os bracinhos e as perninhas dos quadros?

O reino Encantado encerra muito e muitos mistérios...a seu tempo, tudo será deslindado (TREMAM, vampiros, bruxas...)

A cronista do reino -Óloga

[Crónicas do Maravilhoso Reino Saborum Latinorum] CAPÍTULO V - A insegurança no Reino Encantado, o Rambo...e outras dramáticas histórias

O Reino Encantado está em polvorosa: correm histórias de cobras gigantes que sibiam pelos corredores marmóreos do reino, e hipnotizam com seu olhar vítreo e maligno...todos os que lhe surgem! Que o diga a bela Raquel, que desde aquele encontro secreto, nunca mais foi a mesma...reparem na forma como arqueia aquelas belas formas...a anaconda de certeza deu-lhe uma trincadelazinha e transformou-a numa vampira nocturna, deslizando perigosamente pelos belos Elfos do Reino, tacteando suas formas, seus "detalhes" mais secretos...Ui...e o que ela já sabe desses "detalhes" muito lá dos fundos......Cuidado, Elfos, Duendes, Druidas... acautelem-se.., .ou também viram bichos!

E o Capuchinho Vermelho que conseguiu passar a guarda do Elfo "de profundos olhos verdes" e foi .tentar comer, ou ser comida pelo Lobo Mau... é que nas histórias infantis...a menina é sempre comida! São adoráveis estas didáticas histórias! Mas tramou-se a bela Mónica,,,nem as botelhas do Maduro Tinto a safaram...o Lobo já se tinha servido de um tagarela meio "Inglêx" meio português (???) que pela Floresta andava perdido, contando e recontando..."um, dôs, tês, xinco, xeis...e XETE"! Coitadinho do Lobo Mau....nem ele merecia tal som ecoando sem parar dentro do seu corpinho musculado e musculoso (cronista...acalma-te!)...

Perante esta caótica situação a Imperatriz Graça (perguntam os súbditos: por onde anda o Imperador? Pois ele deu "Acosta" e ...a costa o levou para longínquas paragens...um dia, qual D. Sebastião por entre o nevoeiro...ele dará de novo "Acosta"...), mas, por agora, a Imperatriz tem o ceptro real sózinha e vai dar ordem ao Reino!

Vainessa, Vanessa Roncon. gritou a Imperatriz...deixa-te de Roncar tanto e vai já procurar-me algo parecido com um segurança...sei lá um Arnold Schwarzenegger, um Rambo...que sei eu...precisamos de uns músculos de pedra que nos defendam de tanta invasão de hunos, celtiberos, visigodos enfim...se forem Vikings deixemos que nos invadam à vontade...são louros, lindos e Grandes!...agora os outros..fora!

E a secretária-geral do Reino Encantado sentou-se na sua secretária...e foi procurar. Mas. desenganem-se se acreditam que aquela suave personagem não guarda mistérios insondáveis...Ela tem uma espécie de espelho mágico à sua frente, onde, se repararem bem, se olharem com os olhos do Espirito Santo, passam constantemente mensagens cifradas em código! E aquele "espelho mágico" é apenas a imagem exterior de milhões de gavetinhas que se escondem pelas paredes, móveis, secretárias..e vão até às raízes das árvores...sim, a bela e sorridente Vainessa Vanessa, tem um depósito de todos, mas todos os duendes, elfos, fadas...todos eles alinhadinhos em cada gavetinha em formato minúsculo. E mal ela abre a gavetinha...o Elfo salta cá pra fora, em forma de Hobbit!

A Imperatriz disse "um segurança", cogita a bela Vanessa? Então vamos lá abrir a gaveta " Rambo" (sim que esse tal do Arnaldo Schwrzenegger...só o nome esgota a gavetinha!), e imediatamente da gaveta RAMBO/ segurança, salta o Elfo José Manuel Couto!
Sim, ali está ele, posição de combate,espada em punho, olhos vigilantes, sempre à procura da primeira oportunidade de ACÇÂO! A partir de agora, pode o Reino e a sua Imperatriz confiarem que no Reino tudo se manterá calmo, tranquilo, sem energias vibratórias estranhas. Todos confiam na perspicácia e agilidade do querido Elfo Rambo José Manuel! Vamos ver se terão razão...

Mas...por ali muito perto, onde termina a Floresta Mágica e começa a Terrível Cidade dos Hobbits, uma horrenda história se passa..Uma terrível bruxa, maquiavélica, olhos de fogo, verruga potente nas narinas, figura enorme -pesando mais de 200 alqueires mal medidos, de seu nome ficticio Paula Cardoso, espelha o terror naquela zona recuada do Reino...Esta bruxinha tem uma magnifica Casa Assombrada, que ela própria decorou com Doce Segredo, toda elaborada de chocolate negro (sim que até as bruxas têm colesterol...), e decorada com imensos chupa-chupas de todas as cores, rebuçados de menta e sem menta nenhuma, e SMARTIES, montanhas de smarties, daqueles que se metem à boca centenas deles e o seu sabor explode por todas as papilas...até a própria língua explodir e termos que a ir apanhar a uns kms...
Pois, esta maléfica bruxa conseguiu atraír dois dos mais jovens duendezinhos do Reino - o Rodrigo Santos e o Miguel Sousa...e está neste preciso momento a pensar fazer um torresmo com eles! Também, quem mandou estes dois duendes abandonarem o colinho das progenitoras Techa Sousa (também com a imagem de marca que ela hoje colocou...coitado do moço tinha que fugir!!), e a Maria Manuel Melo...(que progenitora é esta que passa a vida a ZUMBAR?? Sim, que mãe ZUMBA tanto??). Sofredores de tantos maus tratos, como aqui está provado, que podiam fazer os dois jovens? Claro, irem à procura de doces, muitos doces que lhes mitigassem a dor! E a dor, de tantos exames, também, coitaditos, que o Ministério da educação não se compadece com tanto sofrimento juvenil.

A bruxinha Paula, que sobrevoava com sua vassoura maléfica como poucas (muitas só servem para varrer lixo...que tristes!), ouviu as queixas dos jovens e logo engendrou um plano maquiavélico (queriam o quê de uma bruxa?? um plano bondoso? tenham dó!)...então chamou os 3 porqunhos e prometeu-lhes uma parte do churrasco se fossem a casa da Techa e da Maria Manuel...e lhes soprassem três vezes até a casa cair! È preciso muita força...mas eram uns porcos muito motivados, e sopraram, sopraram...até os dois duendes serem empurrados pela força do vento para dentro da casa Assombrada...enquanto as progenitoras foram aconselhadas - uma a mudar JÁ a imagem de marca...a outra a Zumbar menos no caneco!

E agora?? estão os dois duendezinhos chorosos, lacrimejantes (embora todos lambuzados de chocolate e doçarias...que uma coisa não impede a outra...e o apetite dos adolescentes não é uma quimera...), enquanto a bruxa Paula canta feliz e contente "EU TENHO DOIS AMORES, E OS DOIS EU COMEREI...UM É LOURO, OUTRO É MORENO E EM NADA SÃO IGUAIS, UM É BOM PARA SERVIR À MESA...E O OUTRO EU PENSAREI"..e cantava, cantava.,,,enquanto atiçava um enorme lareira ardente.

Tudo parecia perdido para os dois preciosos duendes...mas não se esqueçam: este Reino é Mágico, e está Encantado...com muitas personagens Encantadoras...e de repente...pelos céus irrompe uma luz azulada, avermelhada, esverdeada (esta eu acrescentei por ser do Sporting...), uma capa vermelha esvoaça ao vento, uns braços enormes irrompem através das paredes e, aí está: o SUPER.HOMEM! Sim, ele o careca Antonio Silva, que fica incomparável como homem super...dizem as bruxas que quando ele põe a capa vermelha, lhe cresce uma enorme cabeleira negra, que lhe protege os ouvidinhos dos ventos fortes, visto que a sua velocidade supersónica, assim o exige.

E a bruxa fica sem jantar, enfim lá vai mastigar mais uns rebuçadinhos, embora já tenha os poucos dentes podres e cheios de vermes...e o Super Homem arranca os dois duendes um por cada braço (parece que um dos braços ficou por lá...mas também dois...quem precisa? e assim a bruxa ainda faz um torresmozinho...), cruza os céus com a longa cabeleira ondulando ao vento...e entrega-os ás mães. Ou seja...tentou: é que uma delas estava a tirar uma nova foto...e a outra estava a Zumbar! Oh, Reino Maluco!

A cronista não pode abandonar-vos sem explicar um mistério que continua a perturbar as hostes dos habitantes do Reino. è que só agora, de fonte fidedigna, tal mistério me foi revelado: a Cinderela Susana Dias,anda chorando por todos os cantos, e mesmo nas salas redondas ela consegue encontrar cantos para chorar (!), porque perdeu o seu sapatinho e cristal e embora tenha mais 3528 pares...esse, só esse, lhe trará o seu Principe Encantado. Anteriormente, tinha sido aventado (e muito mal aventado, seja lá o que isto quer dizer...) que poderia ter sido o Elfo Joaquim Manuel Sousa que distraidamente, no meio de um lauto banquete, tivesse engolido o tal sapatinho, que, convenhamos misturado no meio de uma dúzia de rabanadas e 23 sonhos...nem se notava! mas não...a história é bem mais trágica! Cinderela, lamento informar-te que o teu sapatinho cristalino já está nas mãos do teu provável, putativo (isto quer dizer provável, cebeças de hobbits mal intencionadas...) Principe Caspian...sim, o tal que se enganou na Porta de saída de casa e se meteu no armário da NÁRNIA! Ora esse armário malfadado, leva os distraídos para Reinos bem piores que este...e neste momento, chora, chora muito linda Cinderela..porque este Principe Caspian (muita caspa ele tem...) entrou nesse Reino, e para seu mal cruzou-se com a Cruella e seus 101 Dálmatas. Ela olhou para aquele belo Principe tão encaspado e pensou: coitadinho, precisa tanto de cuidados de higiene!
Uns banhos com o Champoo Elgive que até tirou a caspa ao Cristiano Ronaldo, vai fazer maravilhas por este mocetão! E, vai daí, transformou-o no seu Dálmata 102º!!
Mas não desanimes querida Cinderela...esta cronista sabe que é fácil encontrar esse Dálmata: quando te cruzares com a Cruella, procura aquela Dálmata que cão parece, mas cão não é...porque tem ..caspa, uita caspa!
Nota: (quanto ao sapato de cristal...azar, a Cruella achou que podia guardá-lo na sua mansão em Cannes, dentro de uma cristaleira!...um dia temos que lá ir!).

A vossa cronista do Reino!

[Crónicas do Maravilhoso Reino Saborum Latinorum] Capítulo IV - ...a criminologista, a anaconda...e outras histórias fantásticas!

Lembram-se que a célebre criminologista Agatha Christie, disfarçada de Raquel Mota, escondeu-se entre as colunas marmóreas do salão Nobre, tentando descobrir que mistérios se passavam quando a noite cobria com seu manto negro todo o Reino Encantado... Claro que a curiosidade, por vezes...mata o gato, o cão, o canário...e vai daí, imaginem o terror desta intrépida detective quando o varão de pau preto se transformou numa anaconda fantástica de 10 metros de comprimento, por 5 de largura...bem medidos! Durante algum tempo ela assistiu ao banquete sangrento das pernas, braços, mãos que tinham deslizado dos quadros...e que logo foram engolidas pela anaconda...Mas...aquilo não servia nem para um dentinho do bichinho, temos que compreender...e começando a farejar...huummm..."cheira-me a tenra carne, a carnes cheiinhas...huummm...não pode ser a Cinderela...senão só me cheirava a ossinhos e cintinha de 4 cm...huummm...há por aqui qualquer coisa mais suculenta"...bramia a anaconda! Aterrorizada a detective famosa, tentava esconders-e mais e mais...mas em vão!
AH! aí estás, Raquel! Há tempos que te vejo por aqui e pareces-me bem saborosa..."NÃO ME COMAS! NÃO ME COMAS"...implorava a pobre elfa descontroladamente...COMER-TE?? Dizia a a grande bicha..."eu não vos entendo, Hobbits...ouço por aqui muitas conversas, quando estou por ali de pau-feito...e todos dizem 2ontem comi esta, anteontem comi aquele..."...e sinceramente, sendo eu uma ANACONDA...acho que entre vocês Hobbits do raio...o conceito de "comerem-se" está sobrevalorizado! Como é que se comem...e depois eu vejo-os aparecer, de novo, inteirinhos?? Geralmente as trombas estão um pouco distorcidas...deve ser quando comem...e não gostam...ou quando são comidos...e queriam mais...que sei eu??
Agora eu...quando "como"...huummm. o elfo, fada, duenede...ou que raio de bicho seja, passa-me inteirinha pelas papilas gustativas...ui, aquele sabor inexcedível a medo, a terror...e depois vão inteirinhos para o meu salão paroquial (cabe lá uma paróquia inteira)...onde permanecem, e são diferidos, lenta, lenta...muito lentamente...Ui, est´-se-me a dar uma fome!!
Pronto...já fui, diz a Raquel...Nem penses...isso querias tu..."ser comida, inteirinha"...mas sabes: EU SOU UMA ANACONDA, e só gosto de GAJOS. E...para grande espanto da criminologista, o gigante bicho, começou a chorar..."anda cá, deixa-me dar-te um abracinho e contar-te a minha história...É QUE EU ESTOU APAIXONADA, tão apaixonada...ai, esse Elfo maldito de cabelos brancos a quem vocês chamam de Paulo Soares...deve ser por ele SOAR muito - deixa-me toda cheia de curvas, toda arrepiada nos meus 10 metro de espinhela! Diz-me, linda Raquel, que eu onde estou, ali, sempre de pau feito, não consigo discernir: são mesmo cabelos brancos...ou é CASPA?
A criminologista já se tinha aproximado um pouco cheia de pena do verdadeito sofrimento do bicho (mas abracinho, não...que eu conheço os teus amplexos...) e foi-lhe dizendo...é mesmo cabelo, acredita! Rezam as lendas do Reino, que, quando ele nasceu, uma bruxa má, compareceu ao seu nascimento e rogou-lhe uma terrível praga :" cabelos muitos terás...em muitos e variados sítios...mas brancos eles serão...todos...ou quase todos"!
Mas olha, tens que tentar aproximar-te mais dele - dizia a Raquel, tentando antever a sua fuga..."E achas que não tentei? Um dia, perdi a cauda, e atrevi-me a sair mais cedo (por aqueles cabelos brancos os riscos que eu não correria...) e persegui-o a alta velocidade até à sua terra natalícia...Caldelas, de sue nome ancestral. E fiquei maravilhada: aquela terra era um festival de adrenalina, de aventuras perigosas, levadas ao seu extremo! é que a terra tinha UMA RUA, e incrivelmente...a rua podia-se subir--e descer! E depois - oh aventura intrépida -também se podia descer e subir! Nunca imaginei passara por tais emoções tão fortes! Até emagreci na cauda! E percebe-se porque é este Elfo, tão elegante, tão magrinho...aquela terra PUXA MESMO POR NÓS! Mas ainda há mais...como é possível? Existem por lá umas coisas chamadas de "TERMAS"...e cheio de curiosidade (embora exausto de subri e descer, descer e subir a única rua), fui espreitar...INIMAGINÁVEL! MAIS E MAIS AVENTURA! Estava uma fila de hobbits todos da mesma idade: 152 anos, exctamente, e a todos davam copos e mais copos de AQUA! Aquilo era uma ORGIA que eu nunca imaginara poder existir (nem aqui no Reino Encantado,,,credo que acanhadinhos...vai um copito e chega!)...pois os LOUCOS HOBBITS ingeriam toda aa quela quantidade de bebida espiritual...e depois, ainda insatisfeitos (VICIADOS!) ainda pediam para os encharcarem naqueles líquidos e lhes apontarem uma cano que vazava litros e lirtos por milésmia de segundo...às costas! Claro que de pois saiam para a tal RUA, ébrios, loucos, de tanta felicidade aquosa...e começavam...a subir...e a descer...a descer e a subir. Não aguentei mais tanta adrenalina...e tive que fugir para aqui...o meu Reino onde e ficar a descansar de tanta energia perdida...olha, estive prá'i mais de uma semana muito quietinha, de pau-feito.
E agora, Raquel...tu vais para casa, que eu quero ir pensar no meu Elfo de "cabelos quase todos brancos, talvez em todos os sítios..." e já não estou nada interessada em ti...mas NUNCA VAIS TER A CERTEZA DO QUE AQUI VISTE ESTA NOITE...TERÁS SEMPRE DÚVIDAS... pensa que eu vou estar sempre ali...a olhar-te...e estás tantas vezes de costas pra mim...tu e todos (mal-educados) que se um dia desapareceres de repente...é porque me traíste! Mas ainda te aviso de mais um pequeno pormenor a que ninguém liga (tão cegos que os hobbits, são!): eu tenho uma aliado poderoso; o CHÃO! Sim, o chão "QUE AQUELE DUENDE MÁGICO NÃO PISA, PREFERINDO SEMPRE O AR...O TAL DE André Almeida" está danado convosco...e se reparares há uns buracos no chão...NÃO, NÃO SÃO PARAS AS FADAS DESASTRADAS LÁ TROPEÇAREM COM OS SALTOS...são os respiradouros de seres cruéis, que bem lá nos fundos o habitam...e estão sempre á espera de um palerma que lá tropece...é cada dentada!! Depois vão a correr, dizer que se magoram no buraco (cambada de ingénuos) e pôr Betadine! Ahahahhaah...como adoro este Reino Encantado...!
E...de repente, a Raquel acordou na sua cama...sonhei? foi um pesadelo? Aquele bicho disse-me mesmo na despedida "e trás mais vezes a tua mãe vestida com aquele aventalinho...eu não a como...mas olha que por aí...no chão, quero eu dizer..."? Pois, A QUERIDA CRIMINOLOGISTA NUNCA MAIS SABERÁ A VERDADE, MAS OLHARÁ SEMPRE DE LADO PARA O VARÃO DE PAU-FEITO...E PARA AQUELES ASSOMBRADOS BURACOS NO CHÃO"...
Mas, enquanto isto se passava, outro terrível drama acontecia, por ali, bem perto, na Floresta Encantada, onde domina o "Elfo de olhos verdes, o que roubou toda a cor verde à natureza"...pois andava este encantdo Johny a fazer a patrulha da Floresta Encantada quando vê surgir uma figurinha encantadora, muito rosadinha, de capuz vermelho e que ia cantando "eu vou, eu vou, ver o Lobo Mau, eu vou...". Sim, era o Capuchinho Vermelho. Uma lindissima fada que tinha o dom de levantar um dedo grande do pé...e ficar rosada na face...de erguer um dedo da mão...e ficar rosadinha na outra face! Essa cor, claro, deslizou para a sua roupa...e lá ficou Encarnado o seu capuz. Sim, só pode ser a Mónica Durães, de seu nome ficticio, pois o verdadeiro é mesmo CAPUCHINHO VERMELHO. Onde vais, linda fada? perguntou o Elfo Johny aflito, pois não eram horas decentes para fada alfuma se atrever naquelas florestas! Não me digas: vais ver a tua avózinha, que está doentinha, não é? "Ora...qual avózinha, qual carapuça...isso é para enganar as criancinhas...entendes, Elfo? é para dar um tom didático à coisa...Mas eu não quero saber de didáticas...EU QUERO MESMO É O LOBO MAU! Sabes, quanto mais maus...MELHORES SÃO! huummm...e claro que não levo no meu cestinho comidinha vegetarina, muito saudável...levo aqui meia duzinha de garrafas de bom vinho do Douro colheita especial 1825...vamos os dois apanhar uma piela e divertirmo-nos à brava...XAU, Elfo...fica-te por aí, com as tuas boas intenções..." . E lá continuou a Capuchinho cantando "eu vou, vou...eu tou chegando lobo mau...mi aguarda!". Chegada ao covil do Lobo Mau (que por acaso tinha vagas semelhanças a um tal de Tiago Dias...mas claro que não podia ser...porque esse já entrou na história e é o espião 007...mas...os espiões podem ter várias formas, não?)...o Capuchinho Vermelho ficou preocupada: ele estava deitado na cama de dossel que costuma usar para...(não digo! imaginem...), muito enfartado! ! "Quem andaste a comer, meu traidor?"...oh Capuchinho...desculpa, tu demoraste tanto, e eu estava tão desvairado de fome que papei a primeira criatura que antevi ao lusco fusco...mas tou tão arrependido! Por favor, Capuchinho, abre-me o fecho éclair e retira-me essa terrível criatura que eu ainda bem consegui digerir tal o mal estar provocado... Claro, que hoje em dia, os lobos já não precisam de tesouras ou facas para abris a beriga...eles usam mesmo fechos éclair...muito práticos e vendidos em todas as lojas dos chineses...
Então...o Capuchinho Vermelho abriu o fecho éclair...E FICOU ESPEFACTA! PASMEM, SENHORAS E SENHORES, MENINOS E MENINAS: lá dentro estava o FARSHAM...mas...não estava calado nem aterrorizado...nada! Circunspecto, calmo, de fácis impenetrável...o Farzham, continuava a dar a aula: "um, dôs, tês, catom xinco, xeis, xete"...e repetia "um. dõs, tês, cato, xeis, xete"...por vezes eliminava o "xinco" o que a esta cronista parece bizarro...mas chamam-lhe "ritmos" (para o que a cronista é completamente surda!). mas, ele continuava impararável. "ÁGÒRA as muleres fazem a cópula (?) e os men fazem os 360 graus"...again, and again!!
Bem...as "muléres" fazerem a cópula ao som do "um.dôs, tês..." já é algo muito dificil...mas se os "men" fazem 360 graus...só podem estar enroladinhos como marmotas de rabo na boca (que imagem!)...ISTO SÓ É POSSÍVEL NA PÉRSIA ANTIGA, Farzham! Mas diligentemente, ele continuva a bater os joelhos um no outro e o outro no um...a balançar pernas, braços, tronco...e afins...
Bem, escusado será dizer que a Capuchinho fugiu (sem fechar o fecho éclair...talvez na esperança de que o Lobo ...que já estava tão maluco que já nem era Mau...) o quisesse voltar a engolir! Mas o Reino Encantado nunca mais seria o mesmo, sem as contagens fantásticas, vindas da longinqua Pérsia...nem o bater dos joelhos, nem...nem as músicas country-salsa!
Ah, mas antes de o capuchinho Mónica, conseguir fugir, ainda o nosso belo mocetão Farzham (sim, que o é...não podemos é tocar-lhe...parece que se lhe tocarmos, dá-se uma reação quimica, fisica, astronómica...e ele desvanece-se no ar...NÂO TOCAR...é o cartaz que ele traz sempre!), pois ele virou-se para a fada e disse-lhe circuspectamente: "avisa a Imperatriz Graça, que deve ter havido uma falha na luz...por momentos fiquei a dar o ensaio às escuras...mas diz-lhe que continuei Sempre"!...e nós não sabemos que assim é???????

A cronista do Reino (ontem...não houve...a crónica ficou ainda maior! é o vosso castigo!)

[Crónicas do Maravilhoso Reino Saborum Latinorum] Capítulo III - Os estranhos caminhos para o Reino Encantado os perigos que correm Hobbits, Duendes, Elfos para lá chegar

Todas as noites acontece algo de extraordinário no reino fantasmagórico chamado Porto. Montes de duendes, hobbits (vulgo: simples humanos) elfos e fadas...correm perigos extraordinários para chegarem ao Reino Encantado, o único sítio seguro para exercerem livremente a sua arte fantástica: dançar!
É que há muito outros Reinos Desencantados que tentam atraí-los e desviá-los, para que lá não consigam chegar...A inquietude começa no principio da tarde: todos se metem em "transportadores" que correm pela cidade, tentando desvairadamente evitar e contornar os obstáculos. É que as árvores -muitas delas aliadas ao inimigo - sussurram umas para as outras: aí vem um...vamos impedir o se avanço.E arrastam as suas longas raízes de uma lado para o outro, tentando colocar-se em frente ao transportador. Por outro lado, há OLHOS por toda a cidade: olhos imensos, enormes que passam de verde, a amarelo, e a vermelho...e quando chegam a vermelho...MUITO CUIDADO...se os transportadores não páram são engolidos por aquelas máquinas demoníacas...e depois há Hobbits que constantemente se metem em frente, fazendo caretas, atravessando em sítios íncriveis...tudo manobras de diversão dos reinos desencantados.
Mas...quando finalmente os seres encantados conseguem chegar à OLIVEIRA com o número 181...aí a porta mágica abre-se, e surge uma bela Elfa que nos grita "VAI NESSA, VAI NESSA"...e sabemos que estamos no Reino da Vanessa...e que ela com seu sorriso transbordante vai tomar conta de nós.
Fechada a porta...o mundo real fica lá fora bem trancado e dentro do 181. há música no ar, balões de todas as cores flutuam, todos gargalham e dançam...de repente passa por nós o ÓBELIX...sim, essse mesmo que caiu no caldeirão em pequeno e nunca mais teve medo de nada...e recusa-se a crescer! Grande...ele é, mas só de físico! Porque estranhamente esta Óbelix, que saltita feliz de menina em menina...tem dentro de si uma criança adormecida.. Chamam-lhe, para despistar os Hobbits maldosos - Joaquim Azevedo...mas sim, é ele - o òbelix...e nesse dia já lá cantam 5 ou 6 javalis!
Mas nem temos tempo para olhar bem para este fenómeno. porque pelos longos corredores do Reino surgem hordas de pequenas fadas a gargalhar, muito felizes...vão a corre, procurar o PÓ AZUL que as fará voltar ao estado humano, para poderem voltar aos seus ninhos.
Depois, chegamos a uma brilhante escadaria em mármore...e aí está quase sempre, sentada uma donzela de longos cabelos de oiro. Quieta, sossegada, um pouco cabisbaixa...é a CINDERELA. Está imersa nos seus pensamentos...ela tem 5 cm de cintura...mas quer chegar aos 4cm...e isto é preocupante! Depois...tem 3524 pares de sapatos...mas falta-lhe UM...o de cristal...que fará surgir o seu Prtincipe Encantado. Chamam-lhe Susana...mas ela nem se apercebe...Contam as más linguas...que é provável que tenha sido um tal de Joaquim Manuel Sousa...a engolir o tal sapato mágico!! Ele nega...mas também ninguém acredita...porque este queribim de olhos claros...nunca sabe às quantas anda! Nas segundas, manda mensagens a desejar boa sexta, etc, etc...NUNCA FIANDO, em pessoas assim!!
No entanto, contam os velhos do Restelo que o crime do "sapato da bela Susana desaparecido", está quase a ser descoberto! É que, chegou ao Reino, disfarçada de Raquel Mota, a célebre criminologista Ágatha Christie...e ela já farejou montes de pistas, examinou dedos dos pés e mãos à procura de impressões digitais...embora os elfos e fadas...não tenham! mas ela desconfia que algo se passa, à noite, quando todos já se retirarm, nos salões do palácio...QUE SE PASSARÀ?? Vamos voltar lá, quando a lúgubre noite, cobrir todo o Reino...
Mas agora temos que correr mais riscos...e atravessar a FLORESTA MÀGICA que se estende em frente ao número 181...e conseguir chegar ao outro lado...
Tentamos atravessar...mas vêm olhos amarelos a correr atrás de nós...muito, muito velozes esse olhos não nos largam...até conseguirmos chagar à outra porta mágica. Aí, está de guarda um dos mais lindos ELFOS de que há memória no Reino: olhos verdes intensissimos...é que esses olhos capturaram todo o verde da natureza que havia á volta do reino...dizem que foi o Outono que trouxe os castanhos e os às folhas...Nada mais falso! Todo o verde mergulhou nos olhos do ELFO Johny Pinto, e sente-se lá tão confortável, que nunca mais os abandonará! E depois...o sorriso! Aberto, transparente...e é ele que nos salva, abrindo a porta mágica e dizendo com sua voz de cristal: ENTREM, ESTAMOS À VOSSA ESPERA.
Entramos...e de novo...tudo se transforma: agora pululam pelo salão dourado montes de duendes...enlaçados languidamente...como uma dança de acasalamento (que não é!!...). E salta logo à vista um cOLIBRI, colorido, inquieto, vibrante que anda pela sala toda espalhando uma estranha energia sem fim...chamam-lhe (para disfarçar, já sabem...) Carolina Lemos...etodos que por ela passam, sentem o vigos e a força interior do Colibri. Salta, vibra, lindo Colibri! Mas muito outros, por lá andam.Filomena Lopes, José Manuel Couto, José Soares...todos eles belos e queridos duendes que tornam o Reino Encantado...ainda mais mágico!
Mas...que se passa nas hostes da frente?? Vislumbra-se uma presença imponente: musculado e musculoso, vibrante de energia...é ele, sem dúvida...dando ordens, e contra ordens...ele..o 007, o mais belo espião ao serviço de Sua Majestade, The Queen! What is your name? My name is Tiago, Tiago Dias! O ambiente derrete-se à sua volta...como não hão-de todos dançar aquela música lânguida chamada de Kizomba?? E o que acontece, quando a noite cai, Sua majestade quer saber onde anda seu servo favorito? Já ele debandou para as praias do Sul, e olhando para um fenomenal põr-do sol (inexistente...), olha para a fada que o acompanhou derretida e pergunta-lhe: queres que te ofereça estrelas do céu...ou areias aqui mesmo do areal? Todos sabemos como 007 é um romântico incurável...por isso, a fada leva para casa um alqueire de predrinhas do areal...(ahahahahahah...a cronista tem que se rir, de vez em quando!!)
Mas...prometemos saber o que se passa no Salão Principal, quando a noite se põe...a Raquel escondeu-se tentando penetrar nos segredos...mas vai arrepender-se!...De repente...mal as luzes se apagam e a VAinessa pensa ter fechado tudo...dos quadros nas paredes começam a saltar PERNAS, BRAÇOS, MÃOS...QUE SE ARRASTAM PELO CHÃO...tentando encontar algo que possam devorar...a Raquel tem que fugir, para não serem as pernas dela a constar dos quadros...mas o pior está para acontecer! AQUELA VARÃO SIMPLES, SIMPÁTICO ATÉ, QUE SE ENTENDE AO LONGO DO SALÃO...DE REPENTE TRANSFORMA-SE NUMA ENORME ANACONDA...que devora todas as perninhas, bracinhos, mãozinhas!!
Não acreditam, seus seres desconfiados?? Vão ver HOJE aos quadros...metade das pernas não estão lá...e muitos são só restos ensanguentados!!!
Vamos, agora, deixar o reino Encantado, em Paz...e a cronista está cheia de medo!!

Até ao próximo capítulo....(acho que preciso de FÉRIAS!!). A cronista do Reino..Óloga 

[Crónicas do Maravilhoso Reino Saborum Latinorum] Capítulo II - Os seres fantásticos deste Reino Encantado: Sábios, Fadas, Duendes...e muito mais...

Rezam as lendas que no ano da Graça de mil novecentos e ...qualquer coisa...deu à costa da Foz do Douro uma bela e leve canoa,de popa garbosa, provinda do longinquo destino chamado Equador e que transportava uma carga fenomenal: era a família de Jorge Males! E é espantoso que destes Males e Males...só vem o Bem e o Belo! E acreditem senhores e senhoras...nunca mais este Reino foi o mesmo! Trazia a sua amada esposa Maria Fernandes, mas também seus jovens rebentos e todo o Porto tremeu com a aportagem dessa canoa. Mas...o milagre verdadeiro deu-se quando chegaram ao Reino Encantado! A Pocahontas - filha mais velha, apenas acenou á entrada do reino...e o tempo parou, o clima mudou (tudo ficou muito mais quente), e estupefactos os outros habitantes do reino...sentiram que o chão estremecia debaixo dos seus pés dançantes e tiveram a certeza de que suas vidas tinham acabado de mudar, irremediávelmente...para melhor! Era bela, tão bela a Pocahontas!! De tez morena, curada pelo forte Sol equatoriano e pelos genes (!!), olhos negros rasgados, que absorvem a nossa alma e a transformam para sempre, longo cabelo negro de azeviche...os duendes, as fadas, os gnomos do Reino, puseram-de a dançar freneticamente, agitando os braços como nunca tal se vira no Reino...porque ela dava o exemplo e todos, mas todos queriam ser um bocadinho parecidos com ela. Apenas uma peste, uma praga pequenina que entretanto tinha invadido o Reino...não conseguia transformar os dedos de forma a transportar o tal "ovo de codorniz"...e parecia transportar o ovo de avestruz!!!
Mas a culpa não poderia nunca ser atribuída à fantástica Pocahontas, como não podiam outros dois seres fantásticos do Reino serem responsáveis por existirem tais gnomos sem jeitinho nenhum...fala esta cronista do "SER AFIM" e da elegantérrima donzela que o acompanhava sempre:a doce e seráfica Rita, de seu nome no Reino: Donzela dos Braços Longilieneos...deuses e coriscos...onde chegavam "aqueles" belos braços...corre uma história no reino que um dia conseguiram abraçar o Cristo Rei no Rio de Janeiro (!!) e Ele ficou perplexo por aqueles braços serem mais extensíveis que os Dele!!
Mas com a Pocahontas costuma dançar um dos MAIS ESTRANHOS SERES do Reino Encantado: um tal "Sábio" que dança Sempre olhando para o chão, e curvando-se, curvando-se como se algo contivesse aquele chão milagroso...o CHÂO gosta deste DUENDE fantástico cheio de sabedoria e que tanto gosta de olhar para ele...é que as bruxas do Reino sussurram que o Sábio Sabino, fala com o Chão, sussurra-lhe histórias...embora haja outras versões,( em que esta intelegentissima cronista, acredita mais) que rezam que este Sábio...sabe muito...e que pensa estar um tesouro enterrado naquele chão fantasmagórico! Será, talvez- também se especula- o ANEL do Lord of the Rings (Senhor dos Anéis, oh incautas criaturas!) e que os HOBBITS perseguem incessantemente, desde há séculos...Aliás, essa poderá ser a ÙNICA razão para explicar que esta Sábio vá para outras paragens logo de madrugada...ainda todos os ELFOS dormem...vulgo, gínásio...Será que também por aí, ele procura o tal ANEL enfeitiçado?? Sábio Sabino...TU SABES MUITO!!
Sendo esta cronista muito atenta e democrática, não podemos esquecer NUNCA que com a Pocahontas desembarcou também uma outra ELFA, linda, de traços mais suaves, mas quiçá de igual forma belos...que nós CENTIMOS muito! E chegou a Cintia, com seu pequenino mano, tão querido, tão fofo que todos os loucos habitantes deste Reino apenas pretendem pegar-lhe ao colo e embalá-lo! Cuidado...a mãe está super atenta, qual Loba, pronta a defender a sua cria.
A cronista...vais cronicar para outras bandas...mas...querem saber que se passa com outros seres maravilhosos que habitam este Reino?? Talvez a Cinderela? A Branca de Neve e os Sete..???...o Capuchinho Vermelho?? E o Lobo Mau...existirá mesmo??
"Ouçam" os próximos capítulos!
A cronista muito cromista..Óloga a Taróloga

Pág. 1/2