Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

O Recanto da Gata

O Recanto da Gata

[Crónicas do Reino Saborum Latinorum] Capítulo VII - A Cinderella, a busca do Principe Encantado, a Bela Adormecida...e outros contos

...Depois do nascimento do Reino a Imperatriz ficou muito cansada. Também deu à luz 253 Kms de salas, salões, escadarias de mármore, uma floresta mágica...não é fácil! Todo o Reino teve que ficar mais tranquilo por momentos...breves momentos, porque aqueles danados duendes, aquelas pestinhas fadas...não paravam quietas!

A Susana Cinderella, então corria de um lado para o outro meio enlouquecida e a enlouquecer todos os outros: onde está o meu sapato de cristal? quem o roubou? onde está o meu Principe Encantado? quem o levou?
Estas constantes questões que a todos atordoavam, levaram esta fantástica cronista a tomar medidas extremas: contratar os altos e competentissimos serviços da Ondulante Anaconda Raquel, que assim disfarçada percorre todo o Reino... Porque o que ela é, na realidade, é uma criminologista apurada, sempre com o seu boné aos quadrados e a sua super lente à Sherlock Holmes...nada escapa, nem um pelinho sequer, à sua atenção! Tenham MEDO, muito MEDO...ela anda por aí...

Mas, convenhamos o caminho da descoberta é longo cheio de percalços, contratempos e perigos...assim a diligemte criminologista percebeu que, para que a sua demanda não fosse em vão, tinha que ter ajuda: e aí surge o portentoso, musculado e musculoso (já tinha disto isto??) Tiago Dias ...apenas e só o 007 ao Serviço de Sua Majestade, the Imperatriz Graça!

E os dois passaram noites e noites, acobertos pela negritude da noite, muito apertadinhos na dependência a que os Hobbits chamam de casa-de-banho, onde sabem que não serão incomodados e onde os cheiros ajudam á concentração...pois aí, teceram um fantástico plano!

A criminologista iria tomar muita atenção ao que se passava no Reino feminino das fadas, Duendas e quejandas...principalmente quando se reuniam num estranho ritual chamado de ESPETÀCULO, em que as coisas mais mirabolantes, mágicas, fantasmagóricas, aconteciam naquele Reino...especialmente numa sala em que se escondem sempre alguns deles os tais de "ÌDOLOS". Por seu lado, O musculado, musculoso 007 iria prescrutar o Reino Masculino daqueles seres reunidos no tal salão...

Mas...enquanto estes viris detectives se pôem em caminho...coisas extraordinárias, invulgares, se passam na Floresta Mágica...o nosso lindo Elfo Johny Pinto "cujos olhos verdes comeram a floresta toda", procurava mais uma vez a sua caracolinhos dourados que mais uma vez papava as papas todas, quando...tropeçou num estranha criatura que nunca o Reino tinha visto: "quem és tu?" perguntou o Verde Elfo..."como vieste aqui parar, estranha criatura?"...e ele respondeu numa lingua estranhissima, que soou ao Elfo algo como Romanês, Acorianês...ou Madeirês! E assim era! "Eu sou Dolores, a mãe do Princpie Cristinao Ronaldo, me conheces?"...Ah, sim, respondeu o Elfo: "aquele que faz anùncio ao Shampoo Linic o tal que acaba com a caspa?"..."Esse mesmo, diz a Dolores! E vim para este Reino porque aqui habita uma tal de Cinderella Susana que tem enviado fotografias tiradas pela celebérrima fotógrafa Techa Sousa, e o mê menino, anda tão maluco que até mandou aquela russa ranhosa embora (graças aos deuses e coriscos!) e só fala da tal de Cinderella.

Mas eu não me arranco daqui - delirava a mãe Dolores - sem saber se essa tal de Susana também anda a mostrar as cuecas e os soutiens e seu voluptuoso conteúdo a toda a gente...e pior: se usa FIO DENTAL! É que na Madêra a gente usa o fio dental nos dentes, percebe Elfo Verde? E não é que aquela russa malvada o usava...nas partes íntimas?? Também deve ter "aquilo" tudo cortadinho às postas! Pois, Elfo, eu não saio deste Reino sem saber TUDO!

O Elfo estava perplexo! Que fazer? Assim, foi ter com a detective Ondulante e seu partenaire o nosso 007 musculado e musculoso (já tinha dito isto?) e incumbiu-os de saber tais sórdidos pormenores...

E era dia de ESPETÀCULO! Todos os Hobbits, diendes, faunos, fadas..enlouquecem nesses dias! nada a fazer! Há colheres de pau enormes em cima do que eles chamam de palco, passeiam-se pelos corredores estranhas criaturas vestidas de AISHAS (seja lá isso o que for...), Hobbits cor de chocolate, de tronco NU e pintados de várias cores, Faunos disfarçados de homens...é a loucura total. Mas a nossa detective leva a sua lupa escondida e vai descobrir o terrível segredo: USARÁ A CINDERELLA O TAL FIO DENTAL QUE CORTA EM FATIAS AQUELAS PARTES?? A detective vislumbrou o despimento colectivo, coisas estranhas ela se apercebeu como fadas que colocavam mais cabelos nas pestanas, enchimentos nos soutiens...mas, de repente ali estava ela: a imponente, bela, loura Susana Cinderella! Lupa a postos, máquina fotográfica também (tinha chegado a Techa!)...e qual foi a horrorosa conclusão, que ainda hoje faz tremer as paredes, as salas, os salões, as a´rvores, as montanhas, os mares e os rios do Reino??

- A Cinderella NÂO usava fio dental! Porque...simplesmente: NÃO USAVA NADA! NADINHA! Nem uma cuequinha, nem uma tanguinha, nem um fiozinho!! Era tudo pelezinha e pêlozinho, puro, simples, tudo ã mostrinha! A lupa da detective fugiu...a máquina fotográfica da Techa enrubesceu de vergonha e estragou-se a ela própria para sempre!

Por seu lado 007 espreitava o Reino Masculino dos Hobbits...aviso á navegação: corações sensíveis não podem ver o que se passa, mentes puras não se podem aperceber de tamanhas preversidades!

(Em segredo, shshshsshh...Pasmem meninas, acreditem senhoras: os gajos pôem panos, colchas, alguns até edredons a encher "aquela parte"! )
Quais deles, 007? Por favor, diz-nos, precisamos imenso de saber! Será o Joaquim Manuel? Ou o Joaquim Azevedo? O Sábio Sabino Rodrigues...ou...ou...o Farzham (um, dôs, tês..)...afinal, será que ele está a contar os milimetros e afinal não tem nada a ver com os tais de "ritmos"??
Fadas do reino revoltem-se! Queremos a verdade JÁ! Queremos a Lista, já...Tiago 007, não escapas!

O caso da Cinderella e do Principe da Caspa tinha que ser resolvido de vez! A mãe Dolores assim o exigia! Assim, foi chamado ao Reino a Ines Monge, que vestida com suas monumentais vestes sacerdotais decretou: Cinderella para que teus nus pecados sejam perdoados, serás condenada a ir â Madêra e ficar a olhar três semanas e meia para a estátua do teu principe RoRo situada na praça central...mas só poderás olhar fixamente para as medidas do tal "apetrecho" que lhe colocaram no meio das perninhas, depois ires ter com ele em carne e osso e músculo e...(shshsshh...estão jovens duendes a ouvir) tirares a prova se o apetrecho em pedra tens as proporções correctas com o de carninha e ossinho!!!

A linda Inês, sacerdotisa de renome mundial, acessora directa do Papa Francisco, decretou, está decretado! Cinderella, faz a tua mala e vai executar a tua dificil missão! Vais provar o que e bom...para teu castigo!

Bem...muito tristemente (embora a detective Raquel sempre super atenta tenha detectado um ligeirissimo vestígio de alegria incontida..huum...algo não bate certo...), lá vai a Susana Cinderella rumo à Madêra...

Que aconteceu depois?? Querem mesmo saber? Muito, muito estupfactos todos vocês, almas penantes, vão ficar: contra as ordens da sacerdotisa (que atrevimento!) a Cinderella saltou a parte de estar especada a olhar para o tentáculo de pedra...e foi directa á bela parte de carne e osso! Entrou pela casa adentro do Principe RoRo, encontrou o frasco de Linic, lavou-o todinho (sim, essas partes também...) para lhe retirar restinhos de caspa, viu o seu sapatinho de cristal na prateleira misturada com as montanhas de bolas, taças, pegou nele...deu-lhe uma cocinha ligeira e até doce com o sapatinho...e...e...(a cronista está gaga e corada...é incontável o que aconteceu...).Acreditem só: NENHUM RESTINHO DE FIO DENTAL AGUENTARIA TAL IMUPULSO...

E...O Reino está ainda estupefacto! A Cinderella não voltou ao Reino. Porque finalmente encontrou seu Principe, tirou-lhe a caspa, e a pode calçar seu sapatinho...Vitória, vitória...acabou a História!

(Nota: anda uma tal de Sisana pelo Reino...mas atenção: não é a original. Informação fidedigna dada pela enorme detective raquel Agatha Christie, e ainda pelo espião musculado e musculoso 007!)

A cronista....para os meus dedicados leitores! (que ao menos os faça sorrir!)

[Crónicas do Maravilhoso Reino Saborum Latinorum] Capítulo VII- O NASCIMENTO do Reino Encantado

No dia 4 Fevereiro do Ano da Graça de 1995, deu-se um extraordinário acontecimento que abalou as fundações de todo o Universo: nasceu o Reino Sabor Latino!
A Imperatriz estava com as dores de parto há já três dias o que augurava que Grande Reino aí vinha…a agitação entre os súbditos era enorme, todos corriam de um lado para o outro, pasmavam-se expectantes em frente ao Palácio Real, atordoados, sem saber que fazer.
Até que o Segurança Real José Manuel Couto, e o protector das Florestas Mágicas, o Elfo Johny Pinto resolveram que já chegava de alvoroço e puseram ordem na situação.
O Segurança tocou a sua enorme corneta e andou pelas ruas do Reino chamando as parteiras reais (atrasadas como sempre porque estavam a cortar no galho de toda a gente e ainda só iam na letra B…): Celeste e Ana Paula Cordeiro já ao Palácio Real, sua Alteza está prestes a dar à luz e vocês estão ainda a serrar?? O Segurança estava irritadíssimo, de tal forma que as parteiras reais não se atreveram a continuar na serração e dirigiram-se imediatamente ao Paláco.

A Imperatriz Graça, amparada pelo Imperador Ernesto que deu Àcosta, estavam os dois muito ansiosos, sentindo cada pulsação, cada pontapé da Real criança que aí vinha. Os suspiros e gritos da Imperatriz ecoavam por todo o Reino e todos pararam o que estavam a fazer, compreendendo que o que se estava a passar ultrapassava tudo e para sempre transformaria as suas vidas:

- O mágico Duende “que não põe os pés no chão”, tinha, nesse dia histórico, os olhos mais brilhantes que nunca. A LUZ que irradiavam era tanta e tão doce, tão cheia de paz a Amor, que quem tinha a sorte de se cruzar com ele nesse dia magnífico, para sempre ficaria em Paz. O divertido e colorido colibri Carolina que sempre o acompanhava e estava pousado no seu ombro, cantava docemente uma canção de embalar…antevendo já o belo bébé que estava chegando…

- O Capuchinho Vermellho largou o caçador Tiago Dias ( sim que o Lobo Mau fora posto de lado visto estar demasiado cheio com o hobbit teimoso e falador que tinha engolido…), e como o Capuchinho andava a ler as Sombras de Grey achou por bem praticar com o belo caçador, que tinha uma arma como ninguém, comprida, longilínea - nem nas Sombras tal coisa existia…mas teve que largá-la com sua grande pena…e correu para o Palácio. O caçador pensou logo “muito bem Capuchinho, vai indo…já tenho ali uma bela anaconda ondulante que também anda a ler as Sombras do tal Grey que eu não conheço mas a quem agradeço muito as coisas que anda a ensinas às donzelas do Reino…vem cá Raquel que a minha arma te quero mostrar…”
- E a ondulante Raquel achou por bem praticar um pouco dos ensinamentos do tal de Grey (apenas como prática para o seu curso de criminologia, que ela nem gostava nada destas coisas) e ficou-se aninhada no caçador …vão chegar atrasados ao nascimento real, mas os estudos práticos exigem muita dedicação e sacrifício!!

- A belíssima Jessica Pocahontas estava penteando os cinco metros e meio de cabeleira negra de azeviche, enquanto sua doce mãe Maria Fernandes preparava as papas de aveia para toda a família. O pai Jorge Males contava e recontava os tesouros da sua gruta de Ali Babá, tentando perceber se os 40 ladrões já por ali tinham passado. Mas os seus pequenos e irrequietos duendes Cintia e irmãozinho sabiam que nada faltava… tinham andado a brincar com os tesouros e os tinham escondido. Depois de contar os quinhentos e cinquenta e três milhões de artigos da Gruta, o Ali Babá Jorge Males Jorge Males comanda tosa a sua preguiçosa família, proclamando na sualíngualatino/inca/americana/italiana…“Vamos, despachem-se…vamos buscar nossa canoa, içar as velas, desfraldá-las aos ventos e …irra todos pró Palácio…temos que ajudar naquele difícil parto! Tu, mulher minha, Maria Fernandes que já tiveste 23 filhos sabes como é…vai explicar à Imperatriz que a coisa ocorre com facilidade…abrindo as perninhas (sem a tal nota de 100 euros que a nossa filha Pocahontas manda pôr no meio das pernas das donzelas…), fazendo uma forcinha…e a coisa sai! A canoa voa pelo Reino, ultrapassando rios e mares desfiladeiros e cataratas… e vai cair de sopetão em frente ao Palácio.

- A bruxa verrugosa Paula Cardoso, salta lesta para a sua vassoura com motor elétrico, dá três voltas rasas pelo Reino, rindo tresloucadamente, procurando sempre os pequeno e tenrinhos duendes Miguel Sousa e Rodrigo (já estavam escondidos pelas suas progenitoras que, por momento, e só por breves momentos, tinham largado o Zumba e as fotos pornográficas…ai Maria Manuel e Techa Sousa…) e já se dirigiam todos para o palácio, seguindo a gritaria ampliada pelo megafne do Elfo Johny, que ao lado da Imperatriz fazia eco das suas lamentações…As águas já tinham rebentado e o Elfo Johny, “o que tinha os olhos mais verdes que toda a natureza junta”, andava loucamente limpando aquele rio transbordante com um enorme balde e esfregona…bem, chamava pela Caracóis Dourados…mas esta andava pelo bosque cantando como sempre e comendo as papas de todas as casas…Os três Ursinhos – Joaquim Manuel, José soares e ….estão furiosos…quem come as suas papas todos os dias?? Hoje vai correr sangue, muito sangue! Foge, Caracóis Dourados…o teu Elfozinho precisa ajuda urgentes com as Águas Reais…
- O Sábio Sabino…ENCONTROU O ANEL REAL! Imaginem…estava incrustado no umbigo do Óbelix Joaquim Sousa ! Este tinha engolido uma vara de javalis inteirinhos…e nem reparou que o anel mágico estava no nariz de um deles! Exatamente aquele cujo nariz se enfiou no seu umbigo! E Óbelix pensou que era um piercing , que exibia todo feliz! Isto de comer muitos javalis nunca fez bem ao cérebro, cerebelo…de ninguém)…Mas o Sábio Sabino percebeu logo que aquele piercing era o procurado Anel! O Anel que podia revolucionar o Reino, o mundo, o Universo, a Terra…o ANEL que o Sabino vai usar para pedir a Branca de Neve- sua translúcida e transparente, EMA …em casamento.( Que fiquem longe os Sete Anões porque estão sempre a pedir SEVEN…UP e imediatamente perante uma Branca de Neve gelada todos Upavam…). Mas era preciso tirar o falso piercing da querida pancinha do Óbelix…assim o Sapientissimo Sabino disse-lhe com um suave voz: “danças, Obélix? Danças comigo uma valsa, por estes salões afora?”…”Claro que sim”, respondeu Obélix refugiando-se nos braços do mais sábio duende do Reino. Então, pegando no corta-unhas que trazia sempre consigo, o Anel foi cortado e ciau nas mãos do nosso Sábio. Sabino e Ema…vamos ter casamento real!

- Mas o Óbelix tinha grandes planos para este dia…desconfiando que o Joaquim Manuel Sousa estava disfarçado de Astérix…mas também gosta muito de comidinha javaliana ou não…convidou-o para organizarem uma festança em honra do real nascimento! E pelo Reino, estes dois Elfos muito lestos, muito rápidos apesar das suas anafadinhas barriguinhas, começaram a distribuir mesas plenas de iguarias:
- numa delas estavam 10 javalis; na segunda estavam 25 javalis…e na terceira, pasmem: 52 javalis!!! Mas…não digam que é um menu monótono! Também havia…muitos recipientes para os ossos dos javalis! (comam e calem-se Hobbits infernais, clamavam os dois duendes sem perceberem o que raio queriam mais!).
Mas o parto estava cada vez mais eminente…”Parteiras reais, que andais ainda a fazer?? “Gritava, soprava, apitava o Elfo Johny…E finalmente, a parteira Celeste Gonçalves apareceu levada ao colo por seu belo companheiro Alipio Bugss Bunny, muito querido, sempre muito gentil , e a Ana Paula Ana Paula Costa Cordeiro…e pedem tudo o que necessitam para fazer o parto:
“ Elfo Johny,e Segurança José Manuel” gritavam as parteiras: tragam-nos JÁ estes artigos essênciais: uma grade de cervejas Super-Bock Super Rock, as botelhas de vinho tintola que o Capuchinho Vermelho traz sempre no seu cesto, uma meia duzita de garrafinhas de vinho verde… e já agora só para acompanhar umas morcelas das Beiras, um presunto de Trás-os-Montes, e umas alheiras de Mirandela…enfim, nada de especial, que a noite vai ser longa.

Aconchegadas que estavam as parteiras, com o povo todo amontoar-se em cima da Real Oliveira, pesar dos veementes protestos do tal Monteiro…estava tudo a compor-se para a finalização do acto final: o nascimento do Reino.
E o Imperador, perante os gritos da turba ululante, veio finalmente às ameias do castelo e falou com seu adorado povo:
“Gentes do meu Reino, meu povo, duendes, elfos, fadas, faunos tenho a enorme alegria de vos anunciar que o nascimento está muito próximo! Vazadas que foram 120 litros de água (o Elfo johny é que se tramou…), aguardamos a qualquer momento que o real nascimento aconteça! Como vão saber? Não, não vai haver fumou branco ou preto que isso é próprio de um longínquo reino chamado vaticano, muito pobre e sem posses nem imaginação…no Reino Encantado vai sair fumo de todas as cores do arco-iris e de todas as chaminés do Reino! Quando tal acontecer…aí vem o Reino”!
O povo delirava…já via fumo onde nem fogo havia, e vice-versa…mas de repente, ouviu-se um grito ululante da Imperatriz que pareceu a todos qualquer coisa do género “Vainessa, Vanessa” obriga este reino a nascer, já”!. A …tal aconteceu! De todas as chaminés do reino começou a surgir fumo, amarelo, azul, vermelho, anis, roxo, lilás, amaranto…etc etc…(nes te Reino até o arco-iris tinha cores muito esquisitas…) e o povo soube: O REINO TINHA NASCIDO!
Mostrem-nos o bébé, gritavam todos…e, no púlpito, surgem perante o gáudio geral, o Imperador, a Imperatriz…carregando o Reino! O ovo saltava, gritava, ululava…até que uma cornetada do Elfo Segurança do reino os calou e a Imperatriz falou: “ Nasceu um belo mocetão, muito moreno, musculado e musculoso (este, não é outro??), 100% LATINO, e que quando, ternamente o beijamos…ficamos cientes do Sabor que ele tem! Assim, apresento a todos o nosso filho: O REINO SABOR LATINO!

E quando todos estavam distraídos comemorando tal nascimento, e a beleza de tal mocetão que por muitos e longos e belos anos reinaria, a BRUXA surgiu do nada e sem que alguém a pudesse impedir, a verrugosa Paula amaldiçooua criança recém-nada e a todos os presentes:
- Tu, Sabor Latino para sempre dançarás e todos vocês estão amaldiçoados: neste Reino todos terão que dançar…PARA TODO O SEMPRE!

Para terminar a saga deste longo dia fica a imagem final que nunca,nunca mais se apagou da memória de quantos a presenciaram: de repente o nado Sabor Latino saltou do colo da mãe, dirigiu-se ao Duende Mágico André Almeida e disse-lhe: Ouve lá, meu: vamos ZUMBAR??

A cronista não aguenta mais tantas emoções…PARABÉNS SABOR LATINO E TODOS OS SERES ENCANTADOS QUE O HABITAM! DANCEM PARA TODO O SEMPRE! (obrigada verrugosa Bruxa!!)